Como criar uma partição criptografada?

21

Estou tentando criar uma partição criptografada e, embora eu o formate, recebo a opção para escolher o tipo de partição (fat / ext2 / ext3 / ext4 / xfs / reiserfs / minix / ntfs). Existe algum benefício de escolher um sistema de arquivos sobre os outros se eu quiser que minha partição tenha uma criptografia strong?

Além disso, você poderia recomendar um aplicativo de criptografia fácil de usar e fornecer instruções sobre como criar uma partição criptografada?

    
por david25 10.11.2010 / 23:53
fonte

8 respostas

13

Você não entra em detalhes sobre o seu caso de uso, por isso, destacarei apenas os recursos de criptografia incorporados:

O Ubuntu criou suporte para um diretório particular criptografado que pode atender às suas necessidades, ou você pode configurar diretórios pessoais criptografados .

    
por Jorge Castro 10.11.2010 / 23:58
fonte
13

Provavelmente, é melhor usar uma solução integrada, como eCryptFS ou LUKS. Para obter uma explicação sobre o uso do eCryptFS, consulte os sites Jorge aponta para .

A criptografia LUKS é fácil de configurar com o Utilitário de Disco GNOME; apenas marque a caixa de seleção de criptografia na parte inferior da caixa de diálogo "particionar o formato":

A diferença entre ambos é que o eCryptFS criptografa arquivos (incluindo os nomes de arquivos), enquanto o LUKS criptografa uma partição completa sob o nível do sistema de arquivos.

O Ubuntu pode, então, lembrar sua senha ao montar, se você quiser, permitindo que você apenas conecte e reproduza em seu dispositivo após o login.

    
por JanC 11.11.2010 / 11:51
fonte
7

Resposta descontinuada

deixado para fins históricos.

TrueCrypt is no longer actively maintained, although there are alternative products/projects... The dust hasn't truly settled yet as far as I am aware.

truecrypt é mais angular do sistema operacional do que algumas outras soluções. se você precisar de portabilidade em um sistema operacional, é uma boa ideia. Quanto aos sistemas de arquivos, isso também se resume à portabilidade. você está usando apenas caixas de linux? então ext4 com luks e criptografia de volume total é a recomendação ... portabilidade para uma caixa de janelas não modificadas? então ntfs com truecrypt

    
por RobotHumans 11.11.2010 / 02:29
fonte
6

Eu sugiro que você use o instalador alternativo, que é capaz de criptografar todo o disco, exceto a partição /boot .

    
por Tomasz Zieliński 11.11.2010 / 02:11
fonte
3

Recentemente, instalei uma partição criptografada no LUKS em meu disco rígido externo. Isso funciona muito bem. Eu uso o Kubuntu 10.04. Aqui estão os passos que segui .

    
por EmreA 14.12.2010 / 06:25
fonte
2

Uma maneira muito fácil de criptografar uma pasta é usar o Cryptkeeper. Pode ser instalado usando o Gerenciador de Pacotes Synaptic. Você pode então atribuir uma senha / frase para qualquer pasta de escolha. Executar o Cryptkeeper produz um ícone de conjunto de chaves no painel de controle. Clicar no ícone permite selecionar a pasta criptografada e fornecer a senha para poder acessar os arquivos nela contidos. Detalhes podem ser encontrados em: link

    
por CentaurusA 11.11.2010 / 17:34
fonte
2

Eu acredito que o sistema de arquivos que você usa não deve ter muito impacto sobre a segurança do seu volume criptografado. Outros fatores, como o algoritmo de criptografia / hash, terão uma influência muito mais direta.

Escolher o sistema de arquivos abaixo tem mais a ver com como você deseja usar o volume, uma vez que ele é criptografado; se você estiver usando apenas o Ubuntu e outras máquinas Linux, o ext3 e outros sistemas de arquivos Linux seriam uma ótima escolha.

Se você precisar acessar seu volume em várias plataformas, algo como NTFS ou FAT32 provavelmente funcionaria melhor.

    
por Windigo 13.11.2010 / 05:08
fonte
2

cryptmount é uma opção melhor. Ele permitirá que você criptografe toda a partição ou crie um sistema de arquivos criptografado em um arquivo. Você pode encontrar mais detalhes no link que eu escrevi há dois anos

    
por binW 14.12.2010 / 06:57
fonte